Olhar terno, voz macia, mão suave
Encosta ao peito consoladamente
O seu menino que é tão diferente
De todos os outros
Cobre-o de longos beijos
Largo e fundo abraço
Penteia um caracol
Põe um laço
Mira-se e remira-se
Naquele olhar profundo
E ele é o seu mundo
Dá-me a mãozinha, amor
Vou ensinar-te a andar
Vá querido, não é difícil
Tens que experimentar
Mãe, pai, vais ter que dizer
Palavras belas, simples de aprender
Agarra a minha mão com força
Vou levar-te à escola
Não tenhas medo, digo-te em segredo
Agora vou dizer-te adeus
Olha para mim, querido
Sorri, ainda estou aqui
Que bom, já sabes ler
Que bela proeza, que prazer
Estás triste, alegre
Nem sabes o que tens
Apetece-te rir, saltar
Já deves estar a amar
Eu estou aqui, se quiseres falar
Fico feliz, quando estás feliz
Mas vai com calma
Amar é um estado de alma
Vou trabalhar, mãe
Vou-me orgulhar, filho
Sê cumpridor
Dá o teu melhor
Faz por prazer
Não por favor
Faz por amor.

Isabel Sá Lopes

(Imagem: “Mensagem de Aniversário”)