Mil diamantes sobre a água, a cintilar.
Tremeluzem entre barcos, a navegar.
A brisa vem do mar, a sussurrar,
Diz-me em segredo: – o sol vai naufragar!

Meus olhos não se cansam de admirar
Vagas loucas, que não param de quebrar.
Soltam espuma e um forte marulhar
E, lá longe, meu sol está-se a afundar!

Gaivotas vão rasgando o rude vento,
Num bailado, tremelitante e lento
Sobre o vasto oceano, agora em fogo.

Momento de magia culminou,
Quando o sol no oceano mergulhou,
Num eterno abraço, entre água e fogo.

(Praia Norte)
Sara Mota