A igreja antiga foi reconstruída nas primeiras décadas do século XX. Proposta eclética com sabor neo-romântico e protomodernista, combinando elementos de arquitetura tradicionalista e erudita, na torre sineira de três registos e na fachada principal. Na frontaria, em empena volutada e interrompida por frontão contracurvado abrigando nicho com a imagem de São Miguel Arcanjo, sobressai […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.