A Casa do Povo de Caparoeiros foi fundada em 1936, pelos “mandantes” da freguesia, liderados pelo pároco, mas logo foi alvo da contestação, dos que pugnavam pelo progresso da então freguesia, noutros moldes, que não as normas do Estado Novo. É que todos os moradores, com alguns rendimentos, eram obrigados a pagar as quotas, para […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.