A Paróquia de Santiago de Cardielos viveu o tempo pascal testemunhando a sua fé nos vários atos religiosos que foram acontecendo e que merecem ser destacados.

Realizou-se a Via Sacra interparoquial, uma vez que o pároco das freguesias de Cardielos e Serreleis é o mesmo, o Padre Tiago Rodrigues. Este ano o percurso foi desde a capela de São Brás, em Serreleis, até à Capela de São Silvestre, em Cardielos, contando com um número muito significativo de pessoas.

No sábado, dia 17 de março, antes da Missa Vespertina, foi feita a trasladação do Senhor dos Passos para a igreja paroquial. Nessa mesma Eucaristia, celebrou -se o Dia de São José, imagem terrena da bondade de Deus. Estando o Dia do Pai associado ao Dia de São José foram saudados, nesta celebração, com especial enlevo, todos os homens presentes que um dia decidiram abraçar a inigualável tarefa da paternidade.

No fim de semana de Domingo de Ramos, foi o momento de evocar a entrada gloriosa de Jesus, na cidade de Jerusalém. Os paroquianos encontraram-se junto à capela da Ressurreição, para receber os belos palmitos que o mordomo Domingos Gomes ofereceu e que foram entregues pelas mulheres da família, trajadas a rigor com os fatos à lavradeira. Depois da bênção dos mesmos, partiu-se em procissão até à igreja, imitando o gesto do povo em Jerusalém. Aí, seguiu-se a celebração com o relato da Paixão e Morte de Jesus.

De novo, em comunidade, entrou-se na semana Santa e reviveu-se a experiência da Morte e Ressurreição de Jesus. Durante três dias: quinta-feira Santa, sexta-feira Santa e sábado Santo celebrou-se o Tríduo Pascal que teve início com a Ceia do Senhor, na Véspera da sua Paixão.

Na Eucaristia de quinta-feira teve particular significado o momento em que o Padre Tiago Rodrigues lavou os pés aos “discípulos”, que este ano foram representados pelos pais das 12 crianças que vão fazer a primeira comunhão. No final houve a Via Sacra, muito bem encenda pelo grupo Juventude Alegria de Maria.

Na sexta-feira, o dia que nos remete para o Julgamento, Paixão, Crucificação e Morte de Jesus houve a Adoração à Cruz. No sábado Santo foi o dia da Grande Vigília, a Vigília Pascal. Os atos religiosos iniciaram-se no adro da Igreja com a Bênção do Fogo e do Círio Pascal. Seguiu-se a Eucaristia com a igreja repleta de fiéis, que corresponderam ao apelo do pároco para participarem naquela que é a maior celebração do ano.

A voz do Padre Tiago e do grupo coral Renascer envolveram toda a cerimónia em perfeita harmonia. Foi uma celebração muito bonita, vivida com muita fé e emoção

A Visita Pascal foi feita como manda a tradição, com o Compasso a visitar todos os que se inscreveram, entoando cânticos, tocando as campainhas e os bombos, revelando a sua alegria de levar Cristo Ressuscitado a todas as casas. No corrente ano de 2018, como era a primeira Páscoa do Padre Tiago, na paróquia, o Compasso foi presidido por ele, nos dois dias. A Visita Pascal foi feita sem pressas, o que permitiu o convívio entre os amigos e familiares e a degustação das iguarias apresentadas nas mesas de cada uma das casas visitadas. O Padre Tiago mostrou-se muito agradado pela forma como as pessoas receberam o Compasso e também pelo facto de os restantes elementos que o compunham terem trazido para o espaço público, com muita fé e alegria, a celebração da Ressurreição de Jesus Cristo. À Família Gomes, que também agradeceu a forma carinhosa como foi acolhida, os nossos parabéns e a nossa gratidão pela forma empenhada como preparou as festividades pascais.

Ao novo mordomo, Alcídio Araújo e à sua família, desejamos o melhor êxito nesta nobre missão que abraça pela segunda vez.