Em conferência de imprensa realizada na sede da Associação de Reformados de Darque, Augusto Silva anunciou que vai encabeçar a lista da CDU às próximas eleições para a Assembleia de Freguesia. Entre outras razões para votar na CDU, Augusto Silva apontou o “rol de promessas que nunca foram cumpridas” pelo PS e apelou à diminuição da abstenção. Disse, também, que 80 por cento dos candidatos da sua lista não têm filiação partidária e que os darquenses têm razões para apoiar a CDU, cuja atuação se norteia pela “honestidade, trabalho, competência, proatividade, transparência, criatividade, rigor, verdade, respeito e provas dadas”.

O candidato da CDU acusou o presidente do Executivo, Fernando Garcez, de estar a retardar o processo da nomeação da comissão administrativa e da marcação das novas eleições, pelo que tencionava indagar junto do Ministério da Administração Interna, sobre os motivos do impasse.

Depois de Fernando Garcez, pelo PS, Pedro Meira pelo CDS-PP e Augusto Silva pela CDU, somente o PSD ainda não deu a conhecer o nome do seu cabeça de lista.

No último ato eleitoral, o PS obteve 37,64% dos votos, a CDU 28,09%, o PSD 22,41% e o CDS-PP 6,36%.