Alunos de 10 e 12 anos dos agrupamentos de escolas de Arcozelo e de Freixo vão subir ao palco do Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, este domingo, dia 24 de outubro, para mostrar o que valem na arte do improviso em forma de rimas, ao ritmo da concertina, e com uma boa dose de humor, que é como quem diz, uma verdadeira Desgarrada.

O espetáculo integra-se na tour de concertos “De Repente, Canta a Gente”, que consiste numa série 10 concertos, que vão mostrar, em cada um dos concelhos do Alto Minho, os novos talentos do Canto ao Desafio.

Em causa estão um total de cerca de 200 jovens da região, na sua maioria entre os 10 e os 12 anos, que depois de terem sido alvo de ações de capacitação, lideradas pelo cantador Augusto Canário, vão expor publicamente o seu talento e aquilo que aprenderam sobre este que é um dos principais ícones do património cultural imaterial do Alto Minho.

Os jovens serão, assim, desafiados a cantar quadras soltas sobre as quais os cantadores profissionais vão improvisar.

A iniciativa “De Repente, Canta a Gente” consiste num programa inédito de captação de talentos, que pretende divulgar e ensinar aos jovens da região esta forma de canto tradicional.

É promovida pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) e cofinanciada pelo Norte 2020 – Programa Operacional Regional do Norte, através do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional), e a sua ação envolve os concelhos de Arcos de Valdevez, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira.

Os concertos, um por cada concelho do Alto Minho, vão decorrer até 21 de novembro, sendo que ainda nesse último mês, terão lugar dois grandes eventos: uma conferência e um concerto final, ambos no Centro Cultural de Viana do Castelo, que reunirão um conjunto alargado de cantadores e especialistas em repentismo oriundos de várias regiões do país, que serão desafiados a cantar quadras soltas.