O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, participa esta sexta-feira, dia 13, no Dia da Escola de Engenharia da Universidade do Minho (EEUM). A cerimónia está marcada para as 17h, no auditório nobre do campus de Azurém, em Guimarães. A entrada é livre.

programa conta com os discursos do ministro Manuel Heitor, do vice-presidente da Ordem dos Engenheiros, Fernando Almeida Santos, do reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro, e do presidente da EEUM, Pedro Arezes. Prevê-se ainda a iniciativa “45 Momentos EEUM”, a revisitar o percurso marcante desta Escola, bem como uma atuação de alunos do Departamento de Música do Instituto de Letras e Ciências Humanas da UMinho e a palestra “Os engenhos não são virgens, nem os engenheiros inocentes”, pela professora Maria do Céu Patrão Neves, que foi consultora do Presidente da República, deputada no Parlamento Europeu entre 2009 e 2014 e perita em ética da Comissão Europeia e da UNESCO.

Desde a sua fundação, em 1975, a EEUM tem-se empenhado no ensino, na investigação e na ligação à sociedade, formando engenheiros e investigadores de reconhecida qualidade, colaborando com o tecido económico e afirmando-se como um polo de referência nacional e internacional. É a maior Escola da UMinho, com nove departamentos (Engenharia Biológica, Civil, Eletrónica Industrial, Mecânica, Polímeros, Têxtil, Informática, Produção e Sistemas, Sistemas de Informação) e nove centros de investigação (2C2T, Algoritmi, CEB, CMEMS, CTAC, IPC, ISISE, HASLab, METRICs). Conta com 266 docentes de carreira, 121 investigadores e 80 trabalhadores não docentes. No último ano letivo recebeu 6621 estudantes, distribuídos por uma licenciatura, 13 mestrados integrados, 26 mestrados e 26 doutoramentos. O site oficial é www.eng.uminho.pt.