Quem desce atá à Veiga de S. Simão, em Mazarefes, passa a pontelha e segue pela margem do rio Lima, no sentido montante, depara-se com uma fenda acentuada no terreno fortemente exposto à erosão. No início do mês de março, um eucalipto de grandes dimensões, caiu sobre o leito do rio e enfatizou ainda mais […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.