Vivemos um momento difícil, único, em que somos confrontados com algo novo, para o qual ninguém estava preparado. Um tempo novo, duro, uma lição, onde o inimigo invisível nem permite o último olhar, o último toque nos mártires desta “guerra”. A nível local, julgo que o essencial estará a ser feito, sendo que existem sempre […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.