Enquanto o Grupo de Danças e Cantares de Perre percorria a freguesia nas frias noites de inverno, já o corpo docente do Centro Escolar recordava aos mais novos a existência de tão nobre tradição, fazendo soar através das suas vozes juvenis as letras entretanto improvisadas. É, na verdade, uma das nossas mais velhas tradições. “Para […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.