Ponte da Barca é o município que vai receber, este fim de semana, a Tour de Concertos “De Repente, Canta a Gente”, na qual jovens do Alto Minho, acompanhados dos mais consagrados músicos repentistas portugueses, sobem ao palco para mostrar o seu talento no Canto ao Desafio. Hoje, dia 20 de novembro, às 16h, o Largo do Corro vai estar preparado com uma tenda para fazer brilhar as rimas improvisadas ao ritmo da concertina de Augusto Canário, Valter São Martinho e Cristiana Sá, que vão pôr à prova a perícia dos mais pequenos. Mas não só. Com a época natalícia já à espreita, no final do concerto será inaugurada a iluminação de Natal na vila.

Este espetáculo integra a tour de 10 concertos que está a percorrer os 10 municípios do Alto Minho no âmbito da iniciativa “De Repente, Canta a Gente”. Trata-se de um programa inédito de captação de talentos, que pretende divulgar e ensinar aos jovens da região esta forma de canto tradicional. No total, a atividade envolveu mais de 400 jovens que aceitaram o desafio de aprender as técnicas desta arte (também designada por Desgarrada) que é considerada património cultural imaterial da região, tendo sido alvo de ações de capacitação, lideradas pelo cantador Augusto Canário. Cerca de 200 alunos passaram à fase de concertos em tour tendo a oportunidade de mostrar publicamente aquilo que aprenderam.

No final deste mês (dia 27) terão ainda lugar dois grandes eventos: uma conferência e um concerto final, ambos no Centro Cultural de Viana do Castelo, que reunirão um conjunto alargado de cantadores e especialistas em repentismo oriundos de várias regiões do país, que serão desafiados a cantar quadras soltas.

O projeto é promovido pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) e cofinanciado pelo Norte 2020 – Programa Operacional Regional do Norte, através do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional), e a sua ação envolve os concelhos de Arcos de Valdevez, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira.

Recorde-se que este projeto teve início em dezembro de 2020, envolvendo um conjunto de repentistas consagrados, liderado pelo cantador Augusto Canário – que esteve presente em todas as iniciativas –, tendo sido realizadas 58 ações de capacitação junto das comunidades escolares e culturais dos 10 municípios da região. O objetivo passou por captar e dar palco aos melhores talentos. De sublinhar que foram mais de 400 jovens do Alto Minho, na sua maioria alunos do 5º e 6º anos de escolaridade, que participaram nestas ações de capacitação, onde tiveram a oportunidade de aprender as principais características daquele que é um dos principais ícones do património cultural imaterial do Alto Minho: o Canto ao Desafio.