Não sabemos o dia nem a hora de partirmos para a eternidade e, nesta quadra festiva, a despedida material daqueles que nos precederam, se já de si dolorosa para familiares e amigos, mais dolorosa se tornou por ter acontecido em tempos de especial e apelativo convívio familiar. Resta a consolação, para os crentes, de que […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.