A ambliopia ou olho preguiçoso consiste na diminuição da acuidade visual de um olho ou dos dois olhos não melhorável com óculos ou lentes de contacto, devido a problemas no desenvolvimento da visão, e afeta principalmente as crianças. É um reconhecido problema de saúde pública, sendo a causa mais frequente de perda de visão monocular entre os 20 e os 70 anos de idade.
Aproximar-se muito dos objetos para ver ou semicerrar os olhos para tentar ver melhor, podem ser sinais de ambliopia nas crianças. Já o estrabismo, o erro refrativo ou diferença de graduação entre os olhos (anisometropia) e a obstrução do eixo visual são as principais causas de ambliopia. Para corrigir a ambliopia pode ser necessário o uso de óculos com graduação para correção de erros refrativos, e nos casos mais graves pode estar indicada a cirurgia precoce para permitir a estimulação do córtex visual. Esta condição pode ser detetada, diagnosticada e tratada pelos Optometristas.
A campanha efetuada pretendeu levar optometristas às escolas, a nível nacional, para a realização de rastreios visuais às crianças, assim como para a prestação de cuidados de saúde da visão, mas também para sensibilizar os professores para os sinais de alerta de ambliopia e outros erros refrativos.

(*) Presidente da APLO (Assoc. de Profissionais Licenciados em Optometria)

(Imagem: “Banco Da Saúde”)