Celebra-se anualmente, em 27 de Março, o Dia Nacional do Dador de Sangue, assinalando a data da fundação da Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (1982), acto em que a Liga dos Amigos do Hospital de Viana do Castelo participou como uma das associações fundadoras.

A Liga vianense tinha iniciado as suas actividades e sido formalmente constituída em 1981, e logo elegeu a promoção da dádiva de sangue como uma das suas prioridades, a par do voluntariado hospitalar de apoio directo aos doentes.

Nos registos existentes verifica-se que nessa altura o Hospital só recebia entre 80 e 90 dádivas benévolas de sangue, e todo o restante que era necessário para transfusões programadas, era doado pelos familiares e amigos dos doentes.

Mas nos casos urgentes, não havia tempo para recorrer aos familiares, e os doentes e feridos tinham de ser enviados para o Porto de ambulância, enfrentando o trânsito da sobrecarregada EN-13. Muitos morreram pelo caminho…

A Liga fez campanhas regulares de promoção da dádiva de sangue e de angariação de dadores nas freguesias mais populosas do concelho de Viana e em todas as vilas sedes dos outros nove concelhos do distrito, criando núcleos de dadores e apoiando os que se transformaram em associações.

Transportando semanalmente para o Hospital Distrital dadores de todo o distrito, a Liga incentivou o próprio Serviço de Sangue a deslocar Brigadas de Colheitas às sedes de concelho, tendo para tal oferecido ao Hospital uma viatura nova Renault Trafic para a deslocação dos técnicos e equipamentos.
Nos bons tempos em que as associações ofereciam carrinhas (e outros equipamentos) aos serviços públicos e não o contrário!

Com as campanhas permanentes, e o cada vez maior envolvimentos das populações, foi notório o aumento rapidamente progressivo das dádivas de sangue no Serviço de Sangue e nas Brigadas e ao fim de apenas dez anos o Hospital de Viana do Castelo era auto-suficiente em sangue.

Segundo quadro, até publicado pelo JN anos depois, precisamente em 1992 o número de dádivas benévolas (3.321) superou o número de unidades de sangue consumidas (2.981) pelo Hospital de Viana para tratar os doentes.

O primeiro Hospital do país a atingir a auto-suficiência em sangue!
De então para cá, embora tivessem duplicado as necessidades de sangue do Hospital, a auto-suficiência mantêm-se porque a Liga dos Amigos do Hospital e os Núcleos e Associações de Dadores do distrito, que ajudou a fundar, têm mantido as campanhas de promoção da dádiva e de angariação de novos dadores.

Durante o ano de 2019, o Hospital recebeu 6.094 dádivas de sangue, das quais 4.548 doadas no Serviço de Sangue e 1.546 colhidas nas brigadas externas.

A população alto-minhota, em especial os doentes e os feridos tratados no Hospital Distrital, têm uma enorme dívida de gratidão com os milhares de cidadãos solidários que ao longo dos anos têm doado benevolamente o seu sangue.

Dadores Benévolos de Sangue que a Liga dos Amigos do Hospital de Viana do Castelo saúda vivamente neste dia o que país justamente lhes dedica. Bem Hajam!

Defensor Moura

Presidente da Direcção da Liga AHVC