A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez celebrou com a ARDAL – Associação Regional de Desenvolvimento do Alto Lima, um protocolo no valor de 135 mil euros para concluir a execução da Fase II do Plano Operacional de Gestão da Área de Intervenção Específica do Mezio (Parque Biológico do Mezio).

O Parque é composto por uma parte dedicada à fauna e outra dedicada à flora, expondo, numa área de cerca de 11 ha, uma seleção de 27 espécies animais autóctones, entre as quais animais selvagens como a raposa-vermelha (Vulpes vulpes), o corço (Capreolus capreolus) ou o bufo-real (Bubo bubo), e animais domésticos ou de quinta, como a galinha preta lusitânica, a ovelha churra do Minho ou a vaca Cachena, inseridos num espaço destinado a funcionar como Quinta Pedagógica, de acordo com as regras de bem-estar animal.

O “Parque Biológico do Mezio” visa conciliar os interesses da visitação com os objetivos da preservação e conservação da natureza e da biodiversidade; valorizar e divulgar as várias espécies de fauna e flora existentes neste Parque Nacional; diversificação da oferta de turismo de natureza; melhorar a atratividade da Porta do Mezio, logo atratividade de toda a região; promover o desenvolvimento sustentado das áreas rurais, através da valorização do seu património cultural e natural; potenciar a visitação enquanto contributo para a sustentabilidade e dinamização das comunidades locais; e a conquista de novos mercados pelo incremento da notoriedade do território por via deste novo investimento.