O evento não podia ter sido mais intimista. Aquela gente que ali estava no sábado passado, dia 13, na Biblioteca Municipal, era toda muito próxima do Orlando. Faltaram muitos daqueles que gostam de o ler. Nas redes sociais foram-se penitenciando, e a gente até os compreende. Mau tempo, tarde morrinhenta, compras para fazer, visitas programadas, […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.