Felizmente, os artistas vianenses não desarmam. Independentemente do número de visitantes, vendendo muito ou pouco, concitando mais ou menos admiração pelos seus trabalhos, eles não deixam as galerias vazias, nem defraudam públicos, porque não desistem de trabalhar e versar sentimentos e criatividades para as telas ou para qualquer outro suporte onde a sua arte possa […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.