As duas campanhas de esterilização de animais de companhia (cães e gatos) lançadas pela Câmara Municipal de Caminha já ultrapassaram as sete centenas de intervenções. A associação Selva dos Animais Domésticos registou uma taxa de execução de 100% relativamente à verba atribuída em função do Orçamento Participativo, somando 630 casos. O Município continua, por outro lado, a apoiar diretamente os munícipes e associações zoófilas legalmente constituídas, nesta área, no quadro do Regulamento do Regime Especial de Esterilização de Animais de Companhia, totalizando mais de quatro dezenas de animais de companhia intervencionados – e a aposta no bem-estar animal é naturalmente para continuar.

O “Programa de Esterilização Animal – Freguesia de Caminha e Vilarelho” (com uma dotação de 30 mil euros) foi um dos projetos vencedores do III Orçamento Participativo de Caminha. Este e os restantes projetos vencedores, votados pela população entre os dias 19 de junho e 14 de julho de 2017 foram anunciados ainda nesse mês e trabalhados a seguir, por forma a poderem ser implementados. A associação Selva dos Animais Domésticos tem trabalhado afincadamente, executando o projeto com total sucesso.

A associação foi de facto a responsável pela operacionalização do projeto, cabendo também ao Município, além da transferência da verba, a monitorização do trabalho, função da responsabilidade do veterinário municipal.

De acordo com aquela associação, foram esterilizados no quadro do Orçamento Participativo de Caminha centenas de felídeos, designadamente 455 fêmeas e 175 machos, no âmbito da campanha CED –  captura, esterilização e devolução (que vai continuar), somando um total de 630 animais. Ainda segundo a associação, as freguesias em que mais animais foram esterilizados foram Vila Praia de Âncora, Caminha, Seixas, Moledo, Venade e Lanhelas.