Os candidatos do CDS-PP, pelo círculo de Viana do Castelo, à Assembleia da República reuniram ontem, terça-feira, com a West Sea, empresa de reparação e construção naval que assumiu, em 2014, a sub-concessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.

“Abordámos, em especial, a falta de apoios comunitários no setor naval, à qual se junta a distorção de concorrência existente dentro da comunidade europeia, que importa corrigir com urgência, denunciando tais práticas junto da União Europeia. Fomos também alertados para o facto de o concurso relativo à construção de seis novos navios de patrulha oceânica, já previstos na Lei de Programação Militar, continuar na gaveta, sem qualquer perspetiva de lançamento. Tal seria uma grande oportunidade para o trabalho desenvolvido pelos Estaleiros Navais de Viana, os quais geram centenas de empregos diretos e indiretos”, refere fonte do CDS-PP. 

Fonte da comitiva do CDS-PP indicou que a falta de mão de obra qualificada foi também abordada nesta visita, bem como a falta de competitividade dos salários portugueses, problemas que têm vindo a ser trazidos ao debate pelo CDS no Alto Minho.