A cabeça de lista do Chega à Câmara de Viana do Castelo, Cristina Miranda, defende a criação de aldeias seniores nas freguesias do concelho, numa parceria público-privada, em alternativa à institucionalização dos idosos em lares.

Segundo informação a que a Lusa teve acesso, Cristina Miranda assegura que  “a solução” para a terceira idade “não passa por construir mais lares”, onde os idosos “vivem em solidão, privados de liberdade”.

A técnica geriátrica esclarece que “nos lares, os idosos que têm mobilidade ainda vão saindo, mas os que não têm ficam fechados de manhã à noite, por falta de pessoal nos lares”.

Cristina Miranda acredita que a solução passa por criar as “aldeias sénior” e  “pretende incorporar, nas freguesias, um espaço onde as pessoas possam comprar ou alugar um alojamento”.

“É uma parceria público-privada em que os privados fazem o investimento e a autarquia/Estado garante que todos, sem exceção, tenham acesso ao serviço, para que ninguém fique de fora, por falta de posses”, salientou.