O atual período de gravíssima crise de saúde pública, com enormes consequências financeiras e económicas, situação excepcional, exige do Governo a tomada de medidas também excepcionais, no seu alcance e dotação, dirigidas a todos os cidadãos e cidadãs e a todas as empresas, independentemente do número de trabalhadores, volume de facturação, grau de internacionalização, de […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.