José Aníbal Marinho Gomes, presidente da direção da Real Associação de Viana do Castelo e vice da direção Nacional da Causa Real, fez-nos chegar um comunicado “sublinhando que, uma vez que se as forças políticas estão dispostas a rever o artigo 288.º da Constituição […], têm, assim, o dever de abrir a Constituição à possibilidade […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.