O presidente da Câmara Municipal deu conta de que a construção, em Cardielos, do centro de acolhimento e bem-estar animal começou em dezembro por “dificuldades do empreiteiro”, frisando ser uma “necessidade urgente e efetiva” do concelho. Luís Nobre, que respondia, esta terça-feira, às interpelações dos vereadores do PSD, CDS-PP e da CDU no período antes da […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.