A DECO – Associação de Defesa do Consumidor, em nota que nos remeteu, alerta que fazer compras via Facebook pode ser muito prático, mas é também arriscado. A maior parte das “lojas” não se encontra registada como empresa em Portugal, nem tem um endereço físico de contacto.

Além disso, há muitos vendedores particulares que optam por este canal para divulgar e escoar os seus produtos. Logo, a resolução de um possível conflito torna-se difícil. Acrescenta, inclusive, que foi durante o confinamento, causado pela pandemia, que as queixas se intensificaram.

Informação completa em: <https://www.deco.proteste.pt/familia-consumo/orcamento-familiar/noticias/compras-no-facebook-nao-corra-riscos>.