Na reunião do Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, realizada esta terça-feira, Andreia Leite, da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa, propôs alterações à avaliação de risco, ainda que mantendo os níveis de transmissibilidade e incidência como indicadores centrais. Não obstante, diz a especialista, “consideramos estar em condições […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.