Dionísio Ferreira, nosso estimado colaborador de longa data, viu-se acometido, há mais de um mês, por doença do foro cardiorespiratório, o que não lhe tem permitido manter, neste jornal, a presença habitual com as crónicas que os nossos leitores já se habituaram a apreciar.

Nas crónicas que escreve, sobretudo de cariz político, tem procurado defender perspetivas com a objetividade política necessária, como bom observador e analista, dado a sua experiência política que lhe vem de longe.

Resta-nos esperar que este colaborador e amigo regresse, pois é um daqueles que sabe procurar a busca do consenso político sem berrar.
Assim esperamos e fazemos votos para que suceda com a maior brevidade possível.

E.