A Confederação Empresarial do Alto Minho (CEVAL) está preocupada com a restrição à circulação na fronteira com a Galiza. Nesse sentido, apela a “medidas compensatórias adicionais às já anunciadas, para fazer face às previsíveis consequências para a economia da principal zona de fronteira”. “Compreendendo e concordando com a medida” e “reconhecendo a sensibilidade do executivo […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.