São conversas amenas, intimistas, tipo cavaqueira, a que se associa o escritor; e são as canções que, a encerrar, tão bem canta, como a premiar quem vai às suas sessões.  Já é hábito. Assim tem acontecido com livros anteriores que nunca deixa de nos vir apresentar. E com este já são quatro. Foi “Jogo de […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.