Amanhã, dia 31 de janeiro, os trabalhadores da cadeia de supermercados Lidl estarão em greve, das 08h às 12h, em frente à loja na Rua Eça de Queirós.

em nota enviada às redações, o Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de portugal explica as razões: “aumento de salários de 90 euros por mês/três euros por dia”; “enceramento no 1.º de maio”; “aumento da carga horária para, no mínimo, 32 horas semanais”. Acrescentando ainda a “reposição dos descansos compensatórios pela realização de trabalho suplementar”. E a “negociação do contrato coletivo de trabalho”.

A direção regional do CESP diz também que “estes trabalhadores exigem o fim da precaridade em que vivem com horários desregulados e na sua maioria com salários abaixo do limiar da pobreza”.