A Câmara de Viana do Castelo anunciou que ia indeferir, “de acordo com as normas legais, a abertura das grandes superfícies comerciais antes das 10 horas durante o Estado de Emergência”.

A autarquia entende “que a legislação em vigor mantém a impossibilidade de abertura antes das 10 horas de todos os estabelecimentos não considerados essenciais”.