No último dia de campanha, o candidato do PS fez uma conferência de imprensa a criticar a postura dos adversários durante este período pré-eleitoral. Luís Nobre reconhece que “a única candidatura que apresenta uma perspetiva de futuro é a nossa”.

Ao fazer um balanço do período de campanha para as eleições autárquicas de domingo, ao fim de uma viagem de comboio entre Barroselas e Viana do Castelo, num dia em que fecha com um comício no Largo das Neves, Luís Nobre lamentou a excessiva crítica destrutiva sobre o concelho nas últimas semanas.

“Pautamos a nossa atuação por perspetivar o futuro a partir do trabalho que nos conduziu ao que somos hoje e que orgulha todos. Mas o que vimos além disso foi uma coligação negativa que se formou na oposição para atacar o PS, o trabalho que fizemos e o orgulho que os vianenses têm no seu concelho, o que é de lamentar”, afirmou Luís Nobre.

O candidato fala de “uma mobilização” da oposição contra a candidatura do PS e “em alguns momentos contra a liderança da candidatura, o que me deixou triste, porque os momentos de campanha são para debater ideias e não para fazer ataques pessoais”.

No fecho da campanha eleitoral, Luís Nobre destacou o compromisso de cidadania da lista do PS, ao mandatar 48 cidadãos do concelho para acompanharem a concretização das 48 medidas prioritárias definidas para os 48 meses do próximo mandato autárquico.

“Fizemos campanha pela positiva, estabelecemos compromissos com as pessoas e não fizemos promessas em vão. Há muito trabalho feito em Viana do Castelo e sabemos que há muito também para fazer, mas sem ser necessário estar permanentemente a dizer mal gratuitamente. O que concluímos é que somos a única lista coesa, experiente e capaz de liderar o concelho na retoma económica do pós- pandemia, sem deixar ninguém para trás”, destacou Luís Nobre, que é também vereador na Câmara Municipal.

Daí o apelo aos eleitores no último dia de campanha: “Que vão votar no domingo, exercer esse direito. Isso é o mais importante. E depois pensem em quem dá garantias de continuar o desenvolvimento de Viana do Castelo, em quem tem respostas concretas e em curso, em quem tem trabalho feito e resultados para apresentar. Só pedimos isso”.