O novo Plano da Orla Costeira Caminha-Espinho (POC-PE) recebeu 1.152 contributos no âmbito da consulta pública, sendo que cerca de 76% foram submetidos por entidades privadas, revelou o Ministério do Ambiente. Em resposta à Lusa informou que foram 307 as participações recebidas, das quais 285 (92,8%) foram submetidas por entidades privadas. Quanto ao número de contributos, […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.