A ProToiro anunciou que deu entrada, no passado dia 19 de março, no Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga, de uma ação judicial para alegada defesa do património cultural (incluindo o património edificado), no caso, a Praça de Touros de Viana do Castelo. Considera ferido de graves ilegalidades, o processo e as decisões respeitantes à demolição da […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.