Incêndio

Apesar de estar prevista uma pequena descida da temperatura, encontram-se em situação de perigo máximo mais de 120 concelhos de vários distritos. Quase todo o restante território estará em perigo muito elevado e elevado.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), estão em perigo máximo mais de 120 concelhos dos distritos de Bragança, Vila Real, Braga, Viana do Castelo, Porto, Aveiro, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Coimbra, Santarém, Portalegre e Faro.

O IPMA colocou ainda quase todo o restante território em perigo muito elevado e elevado de incêndio rural, à exceção de cerca de quatro dezenas de concelhos no litoral, num dia em que o distrito de Bragança se mantém sob aviso vermelho (o mais elevado) por causa do tempo quente e que os distritos de Viseu, Guarde e Vila real estão sob aviso laranja (o segundo mais elevado) pelo mesmo motivo.

O risco de incêndio, determinado pelo IPMA, tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo e os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para hoje uma pequena descida da temperatura, exceto em Trás-os-Montes. O céu vai estar pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de muito nublado na faixa costeira ocidental, com possibilidade de neblina ou nevoeiro matinal. As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 16 graus Celsius (Beja, Évora e Lisboa) e os 23.º (Faro e Bragança) e as máximas entre os 25.º (Viana do castelo e Porto) e os 40.º (Bragança).