Uma dúzia de trabalhadores da Auto Viação Cura, de Viana do Castelo, requereram esta segunda-feira, junto da empresa e da ACT, a suspensão do contrato de trabalho por salários em atraso, referiu à Lusa o sindicato que os representa. “O contrato é suspenso oito dias depois de entregue a carta. A partir do dia 11, […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.